segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Como funciona o submarino?

(Ilustração: Jaca).

Navegar em águas profundas e conhecer um mundo diferente, o misterioso fundo do mar. Saiba que tempos atrás muitos cientistas, inventores e até escritores – como o francês Júlio Verne, autor do conto publicado nesta edição – já sonharam com aventuras debaixo d’água. Hoje, explorações desse tipo se tornaram possíveis graças ao submarino! Esse meio de transporte subaquático é feito de metais super-resistentes, como o aço, porque sua estrutura precisa suportar a grande pressão que existe no fundo dos oceanos. Sua forma também é especial, muitos são inspirados no corpo das baleias – já reparou como esses gigantes marinhos entram e saem da água com facilidade? Dentro do submarino há comandos como rádio, radar e outros sistemas que fazem a navegação ter comunicação com a terra. Em filmes e desenhos animados, podemos ver que os submarinos ora aparecem submersos, ora flutuando. E como funciona isso? Bem, para flutuar, a embarcação precisa se tornar menos densa do que a água; para afundar, mais densa. Parece complicado, mas vejamos...

(Gráfico: Nato Gomes)


Dentro do submarino existem tanques internos, com válvulas. Quando se deseja afundar, os tanques se enchem de água e o ar de dentro deles fica comprimido. Já para flutuar, esses tanques se enchem com o ar comprimido, que expulsa a água, fazendo com que o submarino fique menos denso do que ela. O controle desse “boia e afunda” é feito por um comando que regula o ar dentro do submarino, ora comprimindo-o para deixar entrar a água, ora deixando-o ocupar os tanques, tirando a água do seu interior.
Em poucas palavras, o funcionamento básico do submarino depende do controle da sua den-si-da-de! Não se esqueça!

Felipe Damásio
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina
Revista CHC Edição 211

3 comentários:

MUSICAL disse...

não sabia,legal

Marita disse...

Muy bueno!!. Me encantó

Anônimo disse...

Interessante!

Aloísio

Professores/as

Snoopy e a matemática